O crescimento das vendas online e o mercado das oportunidades



Enquanto centenas de lojas físicas amargam os reflexos de uma economia em crise, as vendas online vivem seu melhor período na história e se consolidam como um dos modelos de negócio mais rentáveis para as empresas. Você está preparado para a era do e-commerce?

Você certamente é um consumidor ativo do ecommerce e já realizou pelo menos uma compra online. Mas conhece todo motor que gira por trás desse universo que tem crescido com uma velocidade incrível nos últimos anos e transformado o faturamento de muitas empresas?

Entenda um pouco mais como as vendas online podem ajudar o seu negócio a prosperar e porque investir na gestão de leads e em ferramentas para gestão de vendas pode ser uma estratégia essencial para aumentar sua lucratividade!

Os números não mentem

1979. Este foi o ano em que Michael Aldrich deu origem ao e-commerce quando criou a primeira loja online que permitia transações comerciais entre empresas e consumidores (B2C) ou empreas e empresas (B2B). Mas foi em 1990, com o advento da internet e a era da informação que a prática das vendas online ganhou força e a adesão do público.

Mesmo timidamente, a cada ano as vendas online passaram a registrar um número maior de consumidores. Até que hoje, com o novo perfil de público focado em uma geração integralmente conectada, pode ser considerado uma das maiores tendências em termos de transações comerciais para o futuro. E esse movimento deverá ser a cada dia mais acelerado. Então se você ainda não está preparado para dar esse passo no seu negócio, é bom correr....  

Se olharmos para as mudanças da última década, temos um registro de crescimento de 3.000% em 10 anos no país. O Brasil saltou de R$ 540 milhões movimentados em lojas virtuais em 2001 para R$ 18 bilhões em 2011, isso sem somar vendas de viagens e carros adquiridos virtualmente, já que durante esse período o padrão de compra ainda era focado em itens de menor valor.

E em 2015 não foi diferente. Apesar de todo cenário de crise e retração, enquanto muitas lojas físicas amargaram o fracasso nas vendas ou até mesmo fecharam suas portas – e nem mesmo grandes corporações como divisões de roupas femininas escaparam – as vendas online registraram um aumento de 15% ao longo do ano. Considerando que a instabilidade econômica no período e o aumento das tributações geraram a quae eliminação das promoções de frete grátis e a redução do consumo da classe C em relação aos anos anteriores – justamente a classe que, ao lado da D, registrou maior crescimetno em vendas online na última década – esse índice poderia ser até maior. A boa notícia é que as previsões para 2016 são de manter o índice entre 12-15% no país até que a economia se reestabeleça e o número volte a crescer com mais velocidade.

Ao mesmo tempo, o ano passado também trouxe a elevação do NPS (Net Promoter Score), que mede a satisfação e fidelização dos clientes no comércio eletrônico, registrando um índice de 65% como consequencia da redução de atrasos das entregas e melhorias dos serviços prestados pelas lojas. Isso significa que as empresas estão aprendendo a adaptar seus negócios ao novo perfil do consumidor e entender que a concorrência pelos clientes agora não é mais baseada apenas em qualidade e preço dos produtos, mas principalmente em atendimento, experiência e segurança.

E por que, afinal, investir nas vendas online é um bom negócio?

Bom, se todos os números apresentados até agora não foram o suficientes para convencer sua empresa sobre a importância das vendas online, então vamos falar do que interessa: economia e aumento do faturamento.

Mesmo com os investimentos iniciais que você precisará fazer para ter sua loja ou modelo de vendas online, pense agora na economia que isso representa em contratação de novos vendedores e representantes ou até mesmo de novas lojas, já que você pode aumentar sua presença geográfica no universo digital sem ter que investir um centavo em lojas físicas. Muito mais eficiência no motor de vendas, economia para seu bolso e investimento focado em resultados! Você cresce em larga escala sem precisar se preocupar com as consequencias estruturais globais do negócio. 

Outra característica observada entre as mudanças registradas no setor em 2015 foi o perfil da compra. Se antes os consumidores utilizavam o e-commerce para produtos de valor baixo a médio, a partir do ano passado foram registrados números crescentes de vendas online em itens de alto valor, como automóveis, por exemplo, elevando em 12% o ticket médio das compras. Tanto que a Grand Brasil, uma das maiores redes de concessionárias de São Paulo, mesmo diante da crise fechou suas vendas online com mais de 1.500 carros vendidos e uma tava de conversão superior a 5%. Ou seja, isso significa que a evolução do comércio eletrônico trouxe mais credibilidade e segurança para a tomada de decisão do consumidor, que não quer mais aquele vendedor urubu o cercando nas lojas quando tem a oportunidade de comprar se, quando e como quiser com tranquilidade e todas as informações possíveis em mãos.

Mas para aproveitar essa onda, é importante que você esteja sempre de olho nas tendências! Então confira quatro dicas importantes para surfar nas oportunidades de vendas online:

  • Mobilidade: os acessos mobile hoje já representam mais de 80% da preferência da população em relação à tablets e desktops. Se considerarmos que dentre estes mais de 86% fazem pesquisa de compras e visitam lojas online, as chances de promover negócios na plataforma é ainda maior. Os dispositivos móveis representaram 12% do faturamento em 2015. Comprar se tornou algo simples, ágil e imediato para o usuário conectado. E que está fora dessa lógica, vai perder espaço no mercado. Considere não apenas ter seu espaço de venda online adaptado para a plataforma mobile, mas também pense em oportunidades de transformar seu negócio em aplicativos que facilitem ainda mais o dia a dia do seu consumidor. 
  • Cupons de desconto: as vendas online estão diretamente relacionadas ou imediatismo. E nada tem mais a ver com imediatismo do que promoção. Estimular seu público com a política do “aproveite agora com desconto, é só agora!” sempre é uma estratégia com bons resultados. Aliada ao crescimento dos sites de compra coletiva, os cupons de desconto funcionam como um botão de “turbo” para atingir as metas de períodos em baixa sazonalidade.
  • Redes de Relacionamento: é impossível negar a presença e influência das redes sociais na cultura popular. Marcar presença nesse universo – e de forma diferenciada! – é esencial para se aproximar de seu público com estratégias de marketing digital e personalização para conquistar melhores resultados.
  • Sazonalidade e Fidelização: desconsiderando os períodos de Dia das Mães, Black Friday e Natal, quando são registrados os maiores períodos de vendas em qualquer categoria, ter estratégias para combater períodos de baixa sazonalidade e fidelizar seu cliente para aumentar o faturamento recorrente é importante não apenas para o caixa, mas principalmente para a sobrevivência da sua empresa no longo prazo. E o universo digital abre um leque infinito de possibilidades neste sentido. Por isso vale a pena investir em um planejamento de marketing estratégico que tenha foco nas vendas online para ampliar oportunidades e faturamento.

Invista na gestão de leads e controle os resultados

Ótimo. Você já conhece agora os índices e benefícios que comprovam porque investir nas vendas online é bom para o seu negócio e viu também algumas dicas que podem te ajudar nessa missão. Mas você tem ideia de como controlar os resultados de todas essas ações e saber se elas realmente estão gerando vendas? Ou ainda qual a sua maior origem de vendas e como seu cliente chega até você? Pois aí entra em ação outra ação fundamental para o sucesso de sua operação: a gestão de leads nas vendas online.

A motor do comércio eletrônico gira rápido e você precisa ser capaz de acompanhar e responder com a mesma velocidade. Para isso, é preciso ter processos de vendas padronizados e automatizados de forma que você possa acompanhar todo o ciclo de vida a partir do momento em que conquista um lead, ou seja, um potencial cliente. Sua capacidade de resposta e acompanhamento será determinante para que você não perca uma oportunidade de venda. E contando com um programa para gestão de vendas, como o Followize, você pode fazer tudo isso de forma automatizada e acompanhar em tempo real os resultados do seu negócio. Assim você consegue ver a sua rentabilidade crescendo com todo o mapeamento de como chegou até ali.

Quer conhecer melhor isso na prática? Clique no link abixo, conheça melhor o produto e faça um teste grátis por 14 dias para entender como o sistema pode te ajudar a aumentar suas vendas online:

TESTE GRÁTIS