O crescimento das vendas online - Parte I: Os Números



Enquanto centenas de lojas físicas amargam os reflexos de uma economia em crise, as vendas online vivem seu melhor período na história. E a gente conta pra você mais sobre esse universo em uma série de três capítulo que começa hoje! Se liga!

Você certamente é um consumidor ativo do ecommerce e já realizou pelo menos uma compra online. Mas conhece todo motor que gira por trás desse universo que tem crescido com uma velocidade incrível nos últimos anos e transformado o faturamento de muitas empresas?

Se você perdeu nossa publicação completa sobre o Crescimento das Vendas Online, a partir de hoje poderá conferir cada detalhe em uma série de três artigos que te ajudarão a entender melhor esse contexto e potencializar seus negócios, descobrindo que o investimento em gestão de leads e ferramentas de gestão de vendas pode ser uma estratégia essencial para aumentar sua lucratividade!

Então se liga nessa primeira etapa, que começa hoje traz pra você mais informações sobre os números do setor:

Os números não mentem

1979. Este foi o ano em que Michael Aldrich deu origem ao e-commerce quando criou a primeira loja online que permitia transações comerciais entre empresas e consumidores (B2C) ou empreas e empresas (B2B). Mas foi em 1990, com o advento da internet e a era da informação que a prática das vendas online ganhou força e a adesão do público.

Mesmo timidamente, a cada ano as vendas online passaram a registrar um número maior de consumidores. Até que hoje, com o novo perfil de público focado em uma geração integralmente conectada, pode ser considerado uma das maiores tendências em termos de transações comerciais para o futuro. E esse movimento deverá ser a cada dia mais acelerado. Então se você ainda não está preparado para dar esse passo no seu negócio, é bom correr....  

Se olharmos para as mudanças da última década, temos um registro de crescimento de 3.000% em 10 anos no país. O Brasil saltou de R$ 540 milhões movimentados em lojas virtuais em 2001 para R$ 18 bilhões em 2011, isso sem somar vendas de viagens e carros adquiridos virtualmente, já que durante esse período o padrão de compra ainda era focado em itens de menor valor.

E em 2015 não foi diferente. Apesar de todo cenário de crise e retração, enquanto muitas lojas físicas amargaram o fracasso nas vendas ou até mesmo fecharam suas portas - e nem mesmo grandes corporações como divisões de roupas femininas escaparam - as vendas online registraram um aumento de 15% ao longo do ano. Considerando que a instabilidade econômica no período e o aumento das tributações geraram a quase eliminação das promoções de frete grátis e a redução do consumo da classe C em relação aos anos anteriores - justamente a classe que, ao lado da D, registrou maior crescimento em vendas online na última década - esse índice poderia ser até maior. A boa notícia é que as previsões para 2016 são de manter o índice entre 12-15% no país até que a economia se restabeleça e o número volte a crescer com mais velocidade.

Ao mesmo tempo, o ano passado também trouxe a elevação do NPS (Net Promoter Score), que mede a satisfação e fidelização dos clientes no comércio eletrônico, registrando um índice de 65% como consequência da redução de atrasos das entregas e melhorias dos serviços prestados pelas lojas. Isso significa que as empresas estão aprendendo a adaptar seus negócios ao novo perfil do consumidor e entender que a concorrência pelos clientes agora não é mais baseada apenas em qualidade e preço dos produtos, mas principalmente em atendimento, experiência e segurança.

E como melhorar os seus números?

Bom, você já viu que mesmo com um cenário econômico desfavorável as vendas online representam um importante caminho para garantir o sucesso nas vendas, certo?

Contar com um sistema para gestão de vendas, como o Followize, pode ser o primeiro passo para te ajudar a controlar melhor su atuação no universo do ecommerce e mapear cada oportunidade de conversão dos seus leads em clientes.

Então fique de olho na nossa série, que terá o segundo capítulo divulgado na próxima semana e aproveite para conhecer o Followize na prática com um teste grátis:

FAÇA UM TESTE GRÁTIS